DIÁLOGOS NÓRDICOS TRAZ EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA SOBRE PATERNIDADE ATIVA NA SUÉCIA E NO BRASIL

quarta-feira, maio 16th, 2018

Iniciativa traz imagens de homens brasileiros e suecos com seus filhos em situações cotidianas e mostram os efeitos da igualdade de gênero na paternidade

licenca_paternidade10-551x735Como parte dos Diálogos Nórdicos, a Embaixada da Suécia lança na próxima terça, 15 de maio, a exposição “Pais presentes: a paternidade ativa na Suécia e no Brasil” na estação Paraíso do Metrô de São Paulo.

A iniciativa é um esforço conjunto do Instituto Sueco, da Embaixada da Suécia, e da ONU Mulheres e o Metrô de São Paulo e apresenta imagens do fotógrafo Johan Bävman, que retrata Pais Suecos que escolheram ficar em casa com seus filhos e filhas, usufruindo do sistema de benefício parental do governo sueco. São imagens de pais com seus filhos em situações cotidianas mostrando a paternidade, tanto no aspecto individual quanto em ambas as sociedades.

Além disso, o projeto promoveu um concurso fotográfico para pais brasileiros que enviaram imagens do seu cotidiano com seus filhos e contaram suas histórias de como é ser pai no Brasil. As 12 fotografias selecionadas também fazem parte da exposição.

“Cuidar os filhos é uma tarefa tradicionalmente considerada feminina. Para mudar isso e alcançar uma sociedade mais igualitária é importante encorajar homens a participar mais no cuidado das crianças. Ao ler e ver as histórias de outros pais e compartilhar suas visões sobre a parentalidade, o desejo é conscientizar homens sobre a importância do papel do pai.”, afirma Per-Arne Hjelmborn, Embaixador da Suécia no Brasil.

Na Suécia, o sistema de benefício parental é um dos mais generosos do mundo, permitindo que os pais fiquem em casa com seus filhos e recebam compensação do Estado. O nascimento de uma criança dá direito a 480 dias de licença para ambos os pais. Nos primeiros 390 dias, os pais podem receber até 80% de seus salários. Os 90 dias restantes eles recebem uma porcentagem fixa mais baixa. Dos 390 dias, 90 deles são reservados para cada um dos pais. Os dias restantes podem ser divididos entre o casal livremente.

No Brasil, o sistema de licença maternidade permite à mãe ficar em casa com o seu bebê por 120 dias. No entanto, a licença paternidade só garante que os pais permaneçam 5 dias em casa. Em 2008, uma nova lei criou a Política Nacional Integrada para a Primeira Infância, permitindo que mães e pais que trabalham em uma das empresas integrantes do Programa Empresa Cidadã permanecessem em casa por 180 e 20 dias, respectivamente. Contudo, o programa por enquanto inclui apenas uma minoria das empresas brasileiras.

Serviço

“Pais presentes: a paternidade ativa na Suécia e no Brasil”

Data: entre 15 e 31 de maio

Horário: domingo a sexta das 4h40 às 00h22, sábados das 04h40 às 1h00

Local: Estação Paraíso do Metrô

Para saber mais, siga-nos:

Facebook: DialogosNordicos

Twitter: @DNordicos
Instagram: @DialogosNordicos

 


Os comentários estão desativados.