Francis Halzen, o mago dos neutrinos, assume a primeira vaga do Comitê Internacional do Instituto Principia

sexta-feira, outubro 19th, 2018

 

A09B7583

São Paulo, 19 de outubro de 2018. O Instituto Principia, mantido pela Fundação Instituto de Física Teórica, apresentou hoje pela manhã, o primeiro membro de seu Comitê Internacional, Francis Halzen, um dos físicos teóricos mais renomados da atualidade por suas recentes descobertas no campo da física de partículas, por meio do IceCube, maior telescópio de neutrinos do mundo.

“Além da honra de termos Halzen como o primeiro cientista a integrar este Comitê,  teremos ainda cerca de 8 cientistas de diferentes partes do mundo participando do fomento e ampliação da conexão do Brasil com a comunidade internacional em diversas áreas do conhecimento”, comentou Renato Vicente, vice-presidente do Conselho Curador do instituto.

De acordo com Renato, o principal objetivo do instituto será inspirar a curiosidade à ciência, descobrir novos talentos e conectar quem faz ciência com a comunidade internacional, com o mercado e com a sociedade. Explicou, ainda, que o Instituto está estruturado em 3 pilares: Pesquisa Científica, através do Centro de Pesquisas Internacional, que deverá abrir editais para financiar pesquisas brasileiras e internacionais; a Escola de Talentos, cuja missão é a de buscar no ensino médio talentos que possam se desenvolver e ampliar o número de profissionais de qualidade nas ciências no Brasil;  e o Domo Digital, local para difundir o conhecimento sobre ciências a todos os interessados, da primeira infância à jornalistas experts.

“Um dos grandes desafios do Principia será o de manter e ampliar as conexões com a sociedade”, comenta Renata Zukanovich Funchal, diretora do Comitê Internacional. “Queremos que a nossa sociedade valorize a ciência da mesma forma que valoriza a cultura, porque ciência também  é cultura”, finalizou Renato adicionando que no ano que vem, o Instituto entrará em sua fase de captação complementar de recursos e iniciará suas atividades sempre mantendo sua independência.

Francis Halzen, um dos físicos de partículas mais importantes do mundo, falou durante trinta minutos sobre sua pesquisa sobre o comportamento dos neutrinos, iniciada em 1996 e em especial sobre o IceCube, observatório construído em uma área de 1 km cúbico na Antártida, com cerca de 5 mil  sensores enterrados no gelo (a uma distância de 200 metros cada), capazes de detectar a chegada de um neutrino.

Localizados embaixo da Estação Pólo Sul Amundsen-Scott, esses módulos ópticos digitais (DOMs) esféricos, cada um com cerca de 35 cm de diâmetro, estão posicionados a até 2,5 km de profundidade no gelo. Os DOMs detectam o fraco clarão de luz criado quando neutrinos de alta energia interagem com o gelo.

A equipe de Halzen conseguiu evidenciar, pela primeira vez, que os raios cósmicos altamente energéticos que chegam até a Terra são produzidos fora de nossa galáxia, em galáxias com um buraco negro central supermassivo. Além de desvendar um mistério que dura pouco mais de um século, a descoberta – corroborada por outros telescópios – inaugurou uma nova era da astronomia em que informações dos telescópios de luz, neutrinos e possivelmente detectores de onda gravitacionais irão de forma complementar trazer informações  sobre o Universo.

“Pesquisar esta área é extremamente emocionante, pois é como desvendar um crime. Você precisa buscar evidências o tempo todo e estas evidências te trazem novas informações e com estas informações você começa a descobrir outras coisas e não se para nunca”, comentou Halzen. “Não sabemos onde as pesquisas nos levarão, mas avançar com elas é fundamental. Se não fosse assim ainda estaríamos nos tempos das cavernas”

Sobre o Instituto Principia

O Instituto Principia, criado em 2018, representa a terceira fase da Fundação Instituto de Física Teórica, sua mantenedora, uma fundação privada sem fins lucrativos que existe desde 1950. Da FIFT originaram-se importantes contribuições para a ciência no Brasil. Recentemente a Fundação passou por uma enorme reformulação visando aproximá-la de modelos de sucesso como o Instituto Newton e o Perimeter, com estratégia de independência, sustentabilidade e construção de pontes com empresas e setores industriais. Com isso nasce o Instituto Principia, gestor de diversas atividades sempre com a missão de fazer a conexão da ciência com a sociedade, em 3 frentes: um Centro de Pesquisa internacional,  uma Escola de Talentos e o Domo Digital.

 

Francis Halzen

Mini Bio

 

Francis Halzen nasceu na Bélgica em 23 /03/1944 e é cidadão norte-americano.

Professor da  University of Wisconsin-Madison e diretor do Institute for Elementary Particle Physics, é atualmente o cientista líder do IceCube project, o maior detector de neutrinos do mundo além de participar de vários Comitês Consultivos pelo mundo.

Conquistou o prêmio da Sociedade Europeia de Astrofísica de Partículas e Cosmologia em 2015; o prêmio de Ciências Físicas da Smithsonian Estados Unidos em 2014; o prêmio Physics World Breakthrough of the Year por ter feito a primeira observação dos neutrinos cósmicos. Conquistou o American Physical Society Highlights 2013, e o prêmio da Universidade de Wisconsin Hilldale 2013; além do prêmio internacional  Hemholtz da Fundação Alexander von Humboldt na Alemanha em 2006 só para citar alguns.

O Prof. Halzen conta com mais de 700 artigos publicados em revistas internacionais de alto impacto científico.

Site : https://www.institutoprincipia.org/

 


Os comentários estão desativados.